Wanderley D’amico e um amor pela Itália

Descendente de italianos, o radialista era apaixonado por música e tinha ouvintes fiéis

Wanderley D’amico foi o  primeiro filho brasileiro de uma família Italiana. Nascido no bairro do Brás, em São Paulo, local onde muito dos imigrantes da colônia se fixaram ao chegarem ao Brasil, cresceu sob essa rica cultura que moldou quem ele iria se tornar anos depois.

Entre canções italianas, ele acabou desenvolvendo uma paixão pela música e pelo rádio. Por conta disso, tornou-se pesquisador da cultura italiana, radialista e escritor e posteriormente produtor e apresentador do programa Domingo Italiano, que completou 16 anos em 2020.

Adorado por seus colegas de trabalhos e seus fiéis ouvintes, Wanderley se fazia presente todos os domingos, a partir das 12h30 – bem na hora em que as famílias italianas e descendentes italianos se reunem à mesa para longas refeições cheias de afeto. Alguns ouvintes, aliás, comentavam a iguaria que haviam preparado naquele dia. Em seu programa  D’amico trazia informações relevantes sobre a Itália, como curiosidades, notícias da semana e muita música, claro!  

Toda semana o programa começava com um quizz sobre a Itália e o apresentador dava aos seus ouvintes três opções de respostas, sendo que a opção correta era revelada ao final do programa junto com o sorteio de um CD repleto de clássicos italianos – pense em canções de Sérgio Endrigo, Pepino di Capri e Rita Pavone. E era assim, com muitas curiosidades e músicas das principais estrelas italianas – sejam elas antigas ou atuais –  que o fiel público passava o seu domingo, muito mais feliz, para não dizer “mais italiano”.

Essa sua paixão pela cultura também o transformou em pesquisador e escritor. E em seu livro, Itália em suas mãos, o autor remonta a história da Itália desde seu nascimento até curiosidades sobre costumes e estilo de vida, como cumprimentar com 2 beijinhos no rosto somente quem não se vê todo dia ou a paixão dos italianos pela dança. O livro está disponível para compra no Mercado Livre e pode ser encontrado no link.

Wanderley foi um grande homem e fez história. Os amantes da Itália que o digam.