Yael Bartana: What if Women Ruled the World?

Volksbühne, Berlim

O Volksbühne apresenta, entre os dias 12 e 14 de abril, a performance What if Women Ruled the World?, da artista israelense Yael Bartana. Montada pela primeira vez na Alemanha, a encenação gira em torno da narrativa da proximidade do fim do mundo, faltando poucos minutos para a meia noite. No gabinete de governo de um país de constituição pacifista e com programa de desarmamento, a presidente e suas ministras enfrentam um dilema: outro país está violando um acordo internacional, anunciando um aumento no seu arsenal nuclear. Será que elas abandonarão o desarmamento unilateral, ou continuarão fiéis aos preceitos originais?

Inspirada pelo filme Dr. Strangelove or: How I Learned to Stop Worrying and Love the Bomb (1964),dirigido por Stanley Kubrick, Bartana junta atrizes e um elenco diversificado de cientistas e ativistas mulheres para cada performance. Misturando ficção com um experimento político levado a sério, juntas elas tentam resolver os iminentes problemas mundiais. Em seus trabalhos, a artista frequentemente questiona narrativas nacionais, históricas e oficiais, simulando situações e fundindo a realidade com invenção, ela articula contra-narrativas que podem levar a mudanças reais.

What if Women Ruled the World?
Atrizes: Alix Wilton Regan, Anne Tismer, Noa Bodner, Olwen Fouéré e Jo Martin
Moderadores: Antje Stahl e Anat Saragusti
Estreia: 12/04/18, às 19h30
Demais performances: 13/04/18, e 14/04/18 (seguida de conversa com a artista), às 19h30
Volksbühne: Rosa-Luxemburg-Platz, palco principal. €20 (em inglês)