A 58a Bienal de Veneza tem como título “May You Live In Interesting Times” (Que você possa viver em tempos interessantes, em tradução livre). A frase é uma invenção inglesa que foi confundida com um ditado popular chinês, quase uma maldição ou uma praga, que evoca tempos de incerteza e crise: “tempos interessantes”, como os que vivemos hoje.

A mostra tem curadoria do estadunidense Ralph Rugoff, que atualmente é o diretor da Hayward Gallery, em Londres. Nas palavras do curador, a exposição sem dúvida irá incluir obras que refletem sobre os aspectos precários da vida contemporânea, incluindo diferentes ameaças às tradições, instituições e relações da ordem estabelecida depois da II Guerra Mundial. Ele afirma, ainda, que ainda que a arte não tenha o poder de exercer suas forças no domínio da política – a arte não consegue barrar a onda de movimentos nacionalistas e governos conservadores e autoritários pelo mundo, nem aliviar os destinos trágicos das pessoas refugiadas e desterradas –, mas de maneira indireta a arte talvez seja capaz de servir como um guia de como viver e pensar em “tempos interessantes”.

A mostra, na verdade, não terá um tema específico, mas irá enfatizar com uma abordagem mais geral as maneiras de fazer arte e uma visão sobre a função social da arte, abarcando tanto o prazer quanto o pensamento crítico. A 58a Bienal de Veneza terá como foco obras de artistas que desafiam os hábitos de pensamento existentes e que conseguem abrir nossas interpretações de imagens e objetos, gestos e situações. A arte deste tipo nasce de uma prática de lidar com perspectivas múltiplas: de ter em mente noções aparentemente contraditórias e incompatíveis, e fazer malabarismo com diversas maneiras de entender o mundo. Os artistas que pensam dessa maneira oferecem alternativas aos sentidos dos chamados “fatos” ao sugerir novos meios de nos conectarmos a eles. Os trabalhos da exposição nos convidam a considerar alternativas múltiplas e pontos de vista desconhecidos, e também a diferenciar as maneiras nas quais a “ordem” tornou-se a presença simultânea de outras ordens distintas.

58a Bienal de Veneza: May You Live In Interesting Times
Abertura (para convidados):
08, 09 e 10/05/19, 10h-17h
Visitação: de 11/05/19 a 24/11/19; terça a domingo, 10h-17h
Giardini:
Arsenale:

Compartilhar