O Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM-São Paulo) confirmou nesta segunda-feira, 29, a eleição da advogada, colecionadora e ex-professora do Insper, Mariana Guarini Berenguer, para a presidência da diretoria do museu no biênio 2019-2021. Ela irá substituir Milú Villela, que foi eleita Presidente de Honra, após mandato de 24 anos à frente da instituição. A executiva tem grande experiência em gestão e ocupou anteriormente os postos de diretora jurídica de grandes grupos empresariais.

“É uma honra e uma responsabilidade muito grande assumir um museu que se tornou referência para o cenário cultural brasileiro”, diz Mariana Guarini Berenguer. “Agradeço à confiança da Milú, do Conselho e dos diretores do MAM. Vamos trabalhar para fortalecer ainda mais o museu neste momento em que a cultura atravessa grandes desafios no país”.

Milú Villela assumiu a presidência do MAM em 1995 e promoveu uma profunda transformação na instituição. “Quando cheguei ao MAM, o museu vivia um estado de dificuldade. O prédio apresentava problemas estruturais, o acervo não era relevante, o público não tinha uma relação com a instituição. Fui literalmente arregaçando as mangas, articulando arquitetos, especialistas, amigos, juntando forças e vontade de trazer de volta ao Museu a importância que ele merecia”, conta Milú.

Compartilhar