MASP estimula público a desenhar obras de seu acervo

No final do mês de abril, o MASP anunciou uma nova ação digital para engajar seu público nas redes sociais do museu e estreitar a distância entre a instituição e seus visitantes durante o período de quarentena. Intitulada [Desenhos] Em casa, a iniciativa propõe que as pessoas desenhem e redesenhem de forma criativa obras do acervo do museu.

Todas as segundas-feiras, o MASP indica no Instagram qual será o trabalho para ser desenhado. O participante deve publicar seu desenho no próprio perfil e marcar na legenda da foto o perfil do museu (@masp) e e a hashtag que indica a ação (#maspemcasa). Aos domingo, são postados os desenhos selecionados, que são escolhidos por curadores que fazem parte da equipe da instituição.

Em contrapartida, além de ter seus desenhos postados no perfil de Instagram do museu, os autores recebem um vale Amigo MASP grátis, que dá entrada ilimitada e sem filas ao longo de todo o ano no museu e inclui benefícios exclusivos e descontos no restaurante, café, loja e escola MASP.

Já foram propostas obras como O escolar, de Van Gogh; ‘O menino’, de Arthur Timótheo da Costa; ‘Lunia Czechowska’, de Modigliani, e ‘Zeferina’, de Dalton Paula. Nesta semana, a obra a ser desenhada é ‘Composição (Figura só)’, de Tarsila do Amaral.



Outras atividades envolvendo Tarsila serão realizadas pelo museu no decorrer dos próximos dias. Na quarta, dia 27, às 16h, a equipe de Mediação e Programas Públicos do MASP fará uma edição virtual de “Diálogos no acervo” no Instagram voltada para discutir esse trabalho da artista. Na quinta, dia 28, às 18h, haverá uma live na mesma rede social com um bate-papo entre Tarsilinha do Amaral, advogada, sobrinha-neta da artista e representante do espólio de Tarsila do Amaral, e Adriano Pedrosa, diretor artístico do MASP.

Já na sexta-feira, dia 29, das 11h às 15h30, o MASP apresentará um seminário que antecipa o ciclo curatorial de 2022, dedicado às Histórias da Brasil. O evento terá falas da curadora Sandra Benites, do curador Moacir dos Anjos, de Lilia Schwarcz, de Heloisa M. Starling e de Tom Farias.