Em uma decisão histórica, a National Portrait Gallery de Londres rejeitou uma doação no valor de 1 milhão de libras (US$1.3 milhões) da família Sackler, que vem sendo acusada pela artista Nan Goldin e sua organização PAIN de ser a principal responsável pela crise dos opiáceos nos Estados Unidos. A instituição atualmente planeja uma reforma de seus espaços e a fundação da família dona da Purdue Pharma seria aplicada nesse objetivo. A empresa é a fabricante da droga OxyContin, altamente viciante e prescrita irrestritamente no país como analgésico. A decisão do museu está sendo acompanhada de perto pela PAIN e por outras organizações que vem denunciando os Sackler e fazendo campanhas para que museus parem de receber os recursos da família.