París pese a todo. Artistas extranjeros 1944-1968

Museo Reina Sofía, Madri

“París pese a todo. Artistas extranjeros 1944-1968” é uma exposição organizada pelo Museo Reina Sofía com a colaboração da Comunidad de Madrid. A mostra aproxima o público da complexa cena artística desenvolvida na capital francesa depois da II Guerra Mundial e que recupera uma destacada produção cultural frequentemente esquecida por grande parte da historiografia da arte. Graça a um representativo conjunto de mais de cem artistas de diversas nacionalidades que abarcaram numerosos estilos e formatos (desde a pintura e a escultura até o cinema, a música e a fotografia) e mais de 200 obras – muitas das quais nunca vistas –, esta mostra joga luz sobre a riqueza deste período, sem dúvida crucial no século XX.

A amálgama de procedências se reflete na exposição, na qual se contemplam trabalhos de homens e mulheres de países como Argentina, Canadá, Chile, Cuba, EUA, Haiti, México, Venezuela, Alemanha, Espanha, Itália, Finlândia, Hungria, Portugal, Romênia, Rússia, Suíça, Argélia, África do Sul e Japão. Entre os artistas presentes na mostra estão Eduardo Arroyo, Jean-Michel Atlan, Anna Eve Bergman, Minna Citron, Ed Clark, Beaufor Delaney, Erró, Claire Falkenstein, Sam Francis, Herbert Gentry, Carmen Herrera, Vassily Kandinsky, Ida Karskaya, Ellsworth Kelly, Mohammed Khadda, John-Franklin Koenig, Roberto Matta, Pablo Palazuelo, Pablo Picasso, Jean-Paul Riopelle, Loló Soldevilla, Nancy Spero, Shinkichi Tajiri, Rufino Tamayo, Chu Teh-Chun, Jean Tinguely, Maria Helena Vieira da Silva, Wols o Zao Wou-Ki.

 

París pese a todo. Artistas extranjeros 1944-1968
Curadoria: Serge Guilbaut
Visitação: até 22/04/19;
Museo Reina Sofía: Edificio Sabatini 1a planta, Madri. Ingressos: €10.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *