Alucinações parciais: Exposição-escola com obras-primas modernas do Brasil e do Centre Pompidou

Instituto Tomie Ohtake, São Paulo

Ao realizar Alucinações Parciais, nome inspirado na obra de Salvador Dalí presente na
mostra, o Instituto Tomie Ohtake inova ao propor uma “exposição-escola” com obras-primas de vinte artistas modernistas maiores do Brasil e do mundo. O novo formato pretende oferecer uma experiência em que o público possa se aproximar ainda mais dos
trabalhos, de seus respectivos autores e do histórico movimento.

O conceito de “exposição-escola” se explicita no próprio desenho do espaço expositivo,
em que uma arena-auditório central receberá uma intensa programação. Durante todo o
período em que a mostra estiver em cartaz, o Instituto promoverá diariamente debates, aulas, palestras, workshops, performances, ateliês e visitas orientadas a fim de estabelecer trocas com o público para aprofundar, investigar e resignificar narrativas relativas ao marcante período da história da arte no século XX. A programação completa, com mais de 150 atividades, vai ao encontro da intenção do Instituto de difundir obras e contextos artísticos de grande relevância e abrir caminhos para o debate crítico e a atualização do sentido histórico de cada época.

Concebida por meio de um diálogo entre os curadores Fréderic Paul, do Centre
Pompidou, e Paulo Miyada, do Instituto Tomie Ohtake, a coletiva pretende esgarçar a
discussão sobre o modernismo europeu e brasileiro com 10 obras-primas de nomes
históricos, pertencentes ao Centre Pompidou, que raramente saíram de seu acervo, e de
10 de artistas brasileiros, provenientes das coleções do MASP, Pinacoteca, Museu de
Belas Artes- RJ e particulares.

Alucinações Parciais: Exposição-escola com obras-primas modernas do Brasil e do Centre Pompidou
Curadoria:
Fréderic Paul e Paulo Miyada
Abertura para convidados: 05/04, às 20h
Abertura ao público: 06/04, às 11h
Visitação: até 10/06/18; terça a domingo, 11-20h
Instituto Tomie Ohtake: Rua Coropés, 88, São Paulo. Entrada gratuita