Chagall – Los Años Decisivos, 1911-1919

Guggenheim Bilbao, Bilbau

O Guggenheim Bilbao apresenta a exposição “Chagall – Los Años Decisivos, 1911-1919”, explorando um período seminal na produção do artista. Ao explorarmos a obra de Marc Chagall, visitamos um universo de aparência simples que encerra uma realidade complexa, pois o artista entrelaça com sofisticação mundos que à primeira vista podem resultar antagônicos e que para ele se convertem em complementares a partir de 1911. Nascido em 1887 em uma família judia hassídica, na pequena cidade de Vitebsk, então sob a Rússia dos czares, Chagall cresce em um ambiente restrito, em que o acesso à cultura e à arte estavam limitados tanto por sua religião como pelas políticas da época, que marginalizavam os judeus em guetos e os privavam de seus direitos fundamentais. Logo o artista rompe com esta situação, primeiro ingressando na escola russa, depois estudando arte com Yuri Pen em Vitebsk e, sobretudo, viajando a São Petersburgo, uma grande cidade que só podia ser visitada por judeus que conseguissem uma permissão especial. Quando em 1911 o jovem Marc Chagall se estabelece em Paris, animado por Léon Baskt, se opera um ponto de inflexão em sua produção. Até maio de 1914, o artista trabalhava na capital francesa, criando um conjunto de obras nas quais havia suas lembranças da vida na comunidade hassídica de Vitebsk, somadas aos ícones da metrópole moderna. As lembranças da arte popular russa e de sua cultura se misturam com os experimentos estilísticos mais avançados que lhe oferecia a vanguarda de Paris, e algumas de suas figuras mais destacadas, como Pablo Picasso, Robert e Sonia Delaunay e Jacques Lipchitz.

En 1914, de volta à sua terra nata para o casamento de sua irmã e para ver a mulher com quem deveria se casar, Bella Rosenfeld, a Primeira Guerra Mundial surpreende a Chagall, deixando confinado ali durante oito anos, o que o leva a uma fase de busca de si mesmo que se reflete em muitas das pinturas e obras sobre papel da época. O artista realiza inúmeros autorretratos, representações de sua vida cotidiana com sua mulher Bella e sua filha Ida, desenhos dos horrores da guerra, da vida em sua comunidade e de uma nova Rússia. Depois da revolução, Chagall é nomeado Comissário das artes em Vitebsk, o que lhe dá autoridade sobre os museus, escolas de arte e eventos artísticos da região.

Chagall – Los Años Decisivos, 1911-1919
Visitação: até 02/09/18; terça a domingo, 10h-20h
Guggenheim Bilbao: Avenida Abandoibarra, 2 48009 Bilbau. Ingressos: €16 (inteira), €14 / €9 (reduzida)