IMS Rio promove pajelança, seminário e exibição de filmes

Entre os dias 22 e 24 de agosto, o IMS Rio apresenta uma série de atividades relacionadas à mostra Claudia Andujar: a luta Yanomami, em cartaz no centro cultural. A programação inclui um seminário, realizado em parceria com o Museu do Índio e a Casa de Leitura Dirce Côrtes Riedel – Uerj, a exibição de dois filmes, com apresentação dos diretores e do líder indígena Davi Kopenawa, e a Pajelança Yanomami, ritual xamânico conduzido por Kopenawa. Todos os eventos são gratuitos e abertos ao público.

Intitulado Representações e narrativas visuais indígenas, o seminário acontecerá nos dias 22 e 23 de agosto. O primeiro encontro será realizado no dia 22, às 13h30, na Casa de Leitura Dirce Côrtes Riedel (rua das Palmeiras, 82, Botafogo). O pesquisador Edgar Kanaykõ, do povo indígena Xakriabá, conversará com a jornalista Renata Machado, da etnia Tupinambá, cofundadora da Rádio Yandê, primeira web rádio indígena do Brasil. Os dois falarão sobre o tema das sonoridades e visualidades indígenas.

O segundo encontro será no dia 23, às 10h, no IMS Rio. Valentina Tong, curadora-assistente da mostra de Andujar, falará sobre o processo de pesquisa da exposição. Já Davi Kopenawa discutirá as perspectivas dos Yanomami diante da atual conjuntura política. Em seguida, às 15h, os participantes do seminário serão convidados a visitar a exposição, tendo como ponto de partida instigações propostas pela equipe de educação do IMS. Os eventos do seminário, tanto no IMS Rio quanto na Casa de Leitura, são gratuitos, com retirada de senhas 30 minutos antes.

Ainda no dia 23, o cinema do IMS Rio exibirá dois filmes que dialogam com os temas da exposição de Andujar. Às 17h30, será projetado o curta Um filme para Ehuana, da cineasta Louise Botkay. O documentário acompanha o cotidiano de uma família na comunidade Watorik, em Roraima. Antes da sessão, haverá uma fala com a diretora e com Kopenawa.

Às 18h30, será exibido Urihi Haromatipë – Curadores da terra-florestade Morzaniel Ɨramari Yanomami, considerado o primeiro cineasta Yanomami. Lançado em 2014, o longa-metragem mostra diversos xamãs reunidos para tratar os males do mundo provocados pelo homem branco. A sessão será precedida por uma fala de Morzaniel e de Kopenawa, que participa do longa. Os dois filmes serão projetados novamente, a partir das 20h. As exibições são gratuitas e sujeitas a lotação.

Para encerrar a programação, no dia 24, às 11h, haverá a Pajelança Yanomami, ritual xamânico tradicional conduzido por Kopenawa com a participação dos experientes xamãs Levi Malamahi Alaopeteri Yanomami e Pedrinho Yanomami, que virão especialmente da terra indígena em Roraima para o evento. Durante a cerimônia, que acontecerá no jardim do IMS, os três irão consumir o pó alucinógeno yãkoana, proveniente da árvore virola.

Seminário Representações e narrativas visuais indígenas

22 de agosto – 13h30 às 16h30

Sonoridades e visualidades indígenas – conversa com Renata Machado e Edgar Kanaykõ. Mediação: Thiago da Costa Oliveira
Entrada gratuita, com distribuição de senhas 30 minutos antes e limite de 1 senha por pessoa
Local: Casa de Leitura Dirce Côrtes Riedel (rua das Palmeiras, 82, Botafogo)

23 de agosto – 10h às 12h
Arquivo Claudia Andujar: a pesquisa para a exposição e a luta Yanomami hoje – Conversa com Valentina Tong e Davi Kopenawa
Entrada gratuita, com distribuição de senhas 30 minutos antes e limite de 1 senha por pessoa
Local: IMS Rio (rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea)

15h às 16h
Ativações poéticas na exposição Claudia Andujar: a luta Yanomami
Entrada gratuita, com distribuição de senhas 30 minutos antes e limite de 1 senha por pessoa
Local: IMS Rio

Exibição de Um filme para Ehuana Urihi Haromatipë – Curadores da terra-floresta – Local: IMS Rio

23 de agosto, 17h30*
Um filme para Ehuana
Louise Botkay | Brasil | 2018, 25’, DCP
* Antes da sessão, haverá uma apresentação com a diretora e Davi Kopenawa

18h30*
Urihi Haromatipë – Curadores da terra-floresta
Morzaniel Ɨramari Yanomami | Brasil | 2014, 60’, DCP
* Antes da sessão, haverá uma apresentação com o diretor e Davi Kopenawa

20h*
Um filme para Ehuana
Louise Botkay | Brasil | 2018, 25’, DCP

Urihi Haromatipë – Curadores da terra-floresta
Morzaniel Ɨramari Yanomami | Brasil | 2014, 60’, DCP
*Nesta sessão, os filmes serão exibidos um após o outro.

Todas as exibições são gratuitas e sujeitas a lotação

Pajelança Yanomami

Ritual com Davi Kopenawa, Levi Malamahi Alaopeteri Yanomami e Pedrinho Yanomami
24 de agosto, às 11h
Entrada gratuita, sujeita a lotação
Local: IMS Rio

Conversa na galeria, com Renata Machado e Ailton Krenak
31 de agosto, às 17h
Entrada gratuita
IMS Rio: Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, Rio de Janeiro.