Individual de Maria Martins e diálogo entre artistas ocupam a Casa Roberto Marinho

Ambas as exposições poderão ser visitadas pelo público até o dia 13 de junho; por protocolo contra Covid-19, é necessário que a ida à instituição seja agendada no site

Vista da mostra de Maria Martins.

A Casa Roberto Marinho, localizada no bairro do Cosme Velho, no Rio de Janeiro, realizou no último sábado, 13 de março, a abertura de duas exposições imperdíveis, uma mostra individual de Maria Martins e uma coletiva que reúne trabalhos de cinco artistas expoentes do cenário contemporâneo em diálogo com obras do acervo da instituição carioca. O prédio funciona seguindo protocolos de segurança contra a Covid-19. As visitas podem ser feitas até 13 de junho.

A exposição de Maria Martins abarca uma série de gravuras e documentos que foram doadas ao centro cultural pelo sobrinho-neto da artista, Carlos Luiz Martins Pereira e Souza. Também estão em exibição três esculturas que destacam a marca de Maria, sendo elas O implacável (1944), Glebe-ailes (1944) e Insônia infinita da terra (1954).

O público ainda poderá conferir um documentário que percorre a vida e a obra da artista, realizado por Elisa Gomes e intitulado Não esqueça que eu venho dos trópicos. De acordo com o diretor da Casa Roberto Marinho, Lauro Cavalcanti, a exposição celebra o ato da doação das obras pra instituição e anuncia a retrospectiva que será realizada em parceria com o MASP no próximo ano.


Já a mostra A Esc­­olha do Artista aponta o encerramento da trilogia Casa, Jardim, Coleção, projeto que foi iniciado em 2018. Para essa exposição, foram convidados cinco importantes artistas – Antonio Manuel, Beth Jobim, Cristina Canale, Raul Mourão e Waltercio Caldas – para que estabelecessem diálogos entre seus trabalhos e obras que fazem parte do acervo da instituição, como telas de José Pancetti, Ione Saldanha, Di Cavalcanti e Portinari. A montagem das “conversas” que ocorrem entre as obras não sofreu interferência de terceiros, tendo sido soberanas as escolhas dos artistas, de acordo o Lauro.

Em razão da pandemia, é obrigatório que para visitar ambas as exposições seja feito agendamento, reservando o seu ingresso através do site da instituição, mesmo às quartas-feiras, quando a visitação é gratuita. Os protocolos também seguem a aferição de temperatura na entrada, o uso obrigatório de máscaras e também um distanciamento orientado entre o público.

A Esc­­olha do Artista e Maria Martins
Data: 13 de março a 13 de junho de 2021.
Local: Casa Roberto Marino (R. Cosme Velho, 1105 – Rio de Janeiro, RJ)
Mais informações: http://www.casarobertomarinho.org.br/