Pace Gallery anuncia que irá representar Beatriz Milhazes  

Willem de Kooning, Tara Donovan, David Hockney, Sol LeWitt, Lee Ufan, Isamu Noguchi James Turrell…e Beatriz Milhazes! Marc Glimcher, diretor executivo e presidente da Pace Gallery, anunciou ontem, em Nova York, que a artista brasileira passou a integrar a lista de seletos artistas contemporâneos representados pela galeria.

Única brasileira no time da galeria, Beatriz se formou junto com os artistas da lendária Geração 80, que nasceu como grupo na exposição “Como vai você, Geração 80?”, realizada em 1984, no Parque Lage, no Rio de Janeiro. Eles clamavam pelo retorno da pintura que havia recebido a sentença de morte quando, nos anos 1960 e 1970, a arte conceitual ganhou força no Brasil e no mundo. Conhecida por criar pinturas, colagens e instalações que representam sua própria versão do Barroco brasileiro, combinando cores, geralmente vivas, e formas geométricas, a artista carioca tem feito interessantes e importantes colaborações internacionais. É o caso do projeto que está sendo criado em parceria com o premiado escritório de arquitetura japonês SANAA (Sejima, Nishizawa e Associados) para integrar o complexo artsy do Benesse Art Site Naoshima.

“A visão singular e o comprometimento de Beatriz Milhazes com a pintura dá continuidade à histórica linhagem de pintores da Pace que expandiram e transformaram radicalmente o meio, como Jean Dubuffet, David Hockney, Agnes Martin, Elizabeth Murray e Robert Ryman”, declarou o vice-presidente da galeria.