A arquitetura definida como o encontro entre arte, ciência e técnica. Como proposta não de isolamento, mas de vivência da cidade. Como narrativa das experiências que os espaços podem nos permitir. Uma arquitetura que pergunta: como queremos construir os locais em que iremos viver? Essas noções delineiam o pensamento de Paulo Mendes da Rocha, arquiteto que será o 41º homenageado do programa Ocupação. A exposição ocorre de 12 de setembro a 4 de novembro de 2018, no Itaú Cultural, em São Paulo.

Com curadoria do arquiteto Guilherme Wisnik e do instituto, a mostra reúne croquis, fotografias, maquetes, textos críticos e depoimentos de Mendes da Rocha que expõem sua obra e suas perspectivas criativas. O tema que guia a exposição são as águas, elemento que atravessa o trabalho do urbanista e professor de várias formas: desde o imaginário dos rios e dos mares até a proposta de um sistema fluvial para a América Latina, passando pela piscina como ideal de espaço público.

Na abertura, às 18h30, será exibido o documentário Tudo É Projeto, dirigido por Patricia Rubano e por Joana Mendes da Rocha – nele, Joana, filha do arquiteto, conversa com o pai sobre uma série de projetos. Depois da exibição, ocorre um bate-papo com ela e Wisnik.

 

Ocupação Paulo Mendes da Rocha
Abertura:
 12/09, 20h
Visitação: até 04/11/18; terça a sexta, 9h-20h; sábado e domingo, 11h-20h
Itaú Cultural: Avenida Paulista, 149, São Paulo. Entrada gratuita