Depois de cinquenta anos, Michael Heizer inaugura mais uma ambiciosa land art

Sob o título “City”, a obra de Heizer pretende sobreviver à cinco séculos no deserto de Nevada

Tempo de leitura estimado: 2 minutos
Michael Heizer
City (1970-2022) © Michael Heizer. Foto de Eric Piasecki

Quanto tempo uma land art pode demandar para ser criada? A colossal estrutura de mais de 2 quilômetros, chamada City, levou meio século até sua inauguração. O artista Michael Heizer iniciou o árduo processo quando tinha apenas 27 anos e só neste mês pôde ver o público visitando seu trabalho. Parece muito, não? Mas do ponto de vista ambicioso de Heizer, esse tempo se encolhe diante da pretensão de que sua arte resista ao tempo de 500 anos.

Ao ler o título da obra, você pode ter imaginado algo com referência à megalópoles, mas, na verdade, a intenção do artista é relembrar os pré-colombianos, com gigantescas formas abstratas compostas de areia, cimento e outros materiais do deserto de Nevada. Segundo ele, apesar de parecerem materiais efêmeros, são os mais apropriados para a longa proposta. “Meu bom amigo Richard Serra está construindo com aço de grau militar”, disse Heizer em um artigo da New Yorker. “Essas coisas vão se derreter. Por que eu acho isso? Incas, olmecas, astecas – suas melhores obras de arte foram todas saqueadas, arrasadas, quebradas e seu ouro foi derretido.”

Michael Heizer
Parte do projeto da cidade de Michael Heizer no deserto de Nevada. Fotografia: Ben Blackwell

Em 2015, o projeto foi uma das causas que levaram a região a ter sua paisagem circundante protegida pelo governo Obama. City fica dentro do Monumento Nacional Basin and Range, que também contém locais sagrados e culturais nativos americanos que datam de 13.000 anos. Ao proteger a terra, o então presidente Barack Obama observou que o projeto de Heizer é “um dos exemplos mais ambiciosos do movimento de land art distintamente americano”.

Mas se você sentiu curiosidade em ir visitar, espere por uma longa e intensa caminhada. Há uma grande incógnita a respeito da intenção do artista em escolher criar a obra num trecho de alto deserto, em Nevada – brutalmente quente e inacessível, cerca de três horas a noroeste de Las Vegas. Heizer insiste que a decisão foi incidental. 

Se ainda assim você desejar conhecer o emblemático trabalho, a solicitação pode ser via e-mail para a Fundação Triple Aught, que gerencia City. Os ingressos custam US $150 e as visitas são limitadas a seis por dia, em virtude de sua conservação. 

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
pt_BR