Galeria chilena realiza coletiva com artistas queer do continente americano

Em formato online na plataforma da galeria Isabel Croxatto, a mostra que fica no ar até 10 de março tem curadoria do duo Chiachio & Giannone e traz no título a palavra CUIR, uma hispanização do termo inglês “queer”

Chiachio & Giannone, CUIR I, 2021

O duo de artistas argentinos Chiachio & Giannone foi convidado Galeria Isabel Croxatto, localizada em Santiago, para conceber uma exposição que trouxesse uma espécie de panorama contemporêneo da arte produzida por artistas LGBTQIA+s de toda a América. Sediada em formato virtual na plataforma ICG+, criada especialmente pela galeria chilena, a mostra foi intitulada CUIR e fica no ar para visitação até o dia 10 de março de 2021.

O título da mostra ao termo “cuir”, uma hispanização da palavra em inglês “queer”, que era usada como forma de insulto à comunidade LGBTQIA+ e foi reapropriado e ressignificado por ela como expressão de empoderamento e resistência. Os curadores explicam que “o queer tem um sentido mais amplo: não se trata apenas de sair das categorias binárias de sexo e gênero, mas também sobre uma teoria, metodologia e prática que caracteriza um desejo, um afeto, e poderíamos dizer que seu principal o poder reside em seu papel como um ato performativo”.


Os curadores-artistas Leo Chiachio e Daniel Giannone partiram de uma proposta para a exposição que considerasse uma perspectiva de variedade de territórios, reunindo artistas estadunidenses, mexicanos, chilenos, argentinos e até mesmo brasileiros. Também foi considerada a multiplicidade de práticas artísticas, abrangendo diversos formatos e materiais, em bordado, fotografia, desenho, pintura, vídeo e performance.

A mostra conta com um vídeo que mostra as obras uma por uma e também instaladas de forma virtual. Em outros espaços da plataforma, as obras e as instalações podem ser vistas individualmente com mais detalhes.

Gabriel García Román, CASTRO, BAYANI & CANDY, 2020

Os 20 artistas que participam de CUIR foram escolhidos pelos curadores por fazerem parte do que eles chamam de “constelação familiar na arte”. A expressão diz respeito a artistas que eles acompanham há algum tempo e que partilham dos mesmos interesses na procura de novos sentidos. São eles: Aaron McIntosh, Catalina Schliebener, Cristina Colli, Curtis Putralk, Federico Casalinuovo, Franco Mehlhose, Gabriel García Román, Joey Terrill, John Thomas Paradiso, Juvenal Barría, Matías de la Guerra, Marino Balbuena, Max Colby, Paloma Castillo, Rebecca Levi, Rodrigo Mogiz, Rodri & Lenny, Rubén Esparza e Sebastián Calfuqueo. Completando a constelação, também foram adicionadas obras de Chiachio & Giannone à mostra!


Para visitar a exposição, basta acessar a plataforma de exibição que está dentro do site da galeria. A plataforma ICG+ foi produzida pelo coletivo interdisciplinar deeptime.art e teve apoio do ProChile, uma agência do governo chileno que ajuda na promoção internacional de projetos do país.

CUIR
Curadoria de Chiacho & Giannone
Data: de 13 de janeiro a 10 de março de 2021
Local: Online no site da galeria Isabel Croxatto